Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Inscrições Abertas !!! Garanta já a sua vaga.

Assista a Palestras Exclusivas Conheça os Desenvolvedores do ACBr
Fique por dentro das Tendências Encontre usuários do ACBr
Conheça os Fabricantes de Automação

Saiba mais





O Melhor preço
da internet!

Comprar

Balança SM100 performance surpreendente

Tecnologia Japonesa   Teclado e Visor resistentes a água
Consumo inteligente de etiquetas   Baixo custo de manutenção
Comunicação Ethernet e WIFI independentes

Comprar

Impressora de Etiquetas L42

Fabricada no Brasil. Benefícios exclusivos
Garantia de 18 meses   Visor na Tampa   Protocolos PPLA e PPLB
Portas USB e Serial   Baixo Custo de Manutenção   Financiamento através do BNDES

Saiba mais

Conheça nossa área de Equipamentos Testados

Acesse
Notícias do ACBr

Blogs

 

Quais os benefícios da NFCe

NFC-e - Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica A Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica - NFCe - é um projeto que visa substituir os antigos Emissores de Cupom Fiscal - ECF. A legislação sobre a NFC-e está concentrada no Ajuste Sinef 16/2016 e cada estado decide se deseja utilizar a Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica e qual a obrigatoriedade de uso deste novo documento. Atualmente, em Janeiro de 2017, existem 22 UF emissoras de NFC-e, sendo que em 19 estados existe um calendário de obrigatoriedade, ou seja, em 3 estados a NFC-e é aceita mas não há uma obrigatoriedade por este tipo de documento, sendo decisão do contribuinte utilizar ou não esta tecnologia. Quais os benefícios da NFCe - Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica? Uso de Impressora não fiscal, térmica ou a laser; Simplificação de obrigações acessórias (dispensa de impressão de Redução Z e Leitura X, Mapa Resumo, Lacres, Revalidação, Comunicação de ocorrências, Cessação, etc.); Não há necessidade de autorização prévia do equipamento a ser utilizado; Flexibilidade de expansão de PDV, como não dependemos de lacração/autorização de equipamentos para emissão, a instalação de um novo checkout é bem mais simples e rápida; Possibilidade de envio da nota por meio eletrônico(E-mail, SMS, WhatsApp, etc). Requisitos para Emitir NFC-e O primeiro passo é saber se seu estado permite a emissão, no site oficial da NFC-e existe um mapa que mostra quais estados já permitem a emissão, caso seu estado já permita a emissão, são necessários os seguinte itens: Certificado Digital; Computador; Aplicativo Comercial - Frente de Caixa Impressora Comum; Internet. Também é necessário efetuar o credenciamento junto à Secretaria da Fazenda Estadual. Se tiver problemas com a internet, como posso emitir a NFC-e? A Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica deve ser autorizada, preferencialmente, em tempo real mas em momentos  em que ocorrem problemas tanto no contribuinte quanto no fisco é possível emitir a NFC-e de forma off-line. Este tipo de emissão permite que a venda seja concretizada e posteriormente o arquivo é transmitido para o Fisco. A contingência off-line deve ser tratada como exceção. No Estado de São Paulo a forma de emissão off-line não é permitida, nesse caso deve ser utilizado o SAT como contingência. Veja nesse post mais informações sobre NFC-e no estado de São Paulo. Como é a emissão da NFCe? Assim como o SAT com a Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica temos algumas mudanças na operação comum do caixa, a mais visível se refere a não haver a obrigatoriedade de concomitância, ou seja, não existe a necessidade de assim que incluir um item na venda que o mesmo seja impresso imediatamente. Basicamente, temos as seguintes etapas: O Consumidor efetua a compra; O Aplicativo Comercial gera um arquivo XML seguindo o padrão estabelecido pelo fisco; O Aplicativo Comercial assina o XML e transmite ao fisco, ambas operações usando o certificado digital do cliente; É efetuada a impressão do DANFCe. No projeto da NFC-e existe a previsão de não efetuar a impressão e encaminhar o comprovante por meio digital ao cliente(Email, SMS, etc). .Veja como é simples e rápido emitir NFC-e com o DJPDV: [vc_video link="https://www.youtube.com/watch?v=UBXjigU0-RU"] Conheça também nossa loja virtual onde você poderá encontrar impressoras para impressão do DANFCe - Automação Total

edunucleo

edunucleo

 

Teste de nova postagem1

Atualmente existem diversas tecnologias fiscais em uso no Brasil e é muito comum ouvir o termo Cupom Fiscal Eletrônico ou simplesmente CFe, mas afinal, o que é Cupom Fiscal Eletrônico? Os termos NFC-e, SAT, MFE dizem respeito a tecnologias fiscais criadas para substituir o ECF - Emissor de Cupom Fiscal. Essas 3 tecnologias emitem documentos de existência apenas digital, ou seja, o papel que ainda estamos acostumados a receber não tem nenhum valor "fiscal" e a tendência é que com o tempo nos acostumemos a receber esses comprovantes por meio digital(por email, SMS, WhatsApp, etc) e por isso o termo "Cupom Fiscal Eletrônico", um documento de existência apenas digital, validado por uma assinatura digital do contribuinte e uma autorização recebida do Fisco. Quais as vantagens do Cupom Fiscal Eletrônico? Dispensa o uso do ECF e de todo processo de lacração e autorização de uso; Permite que o cupom seja impresso em qualquer tipo de impressora ou até mesmo enviado eletronicamente; Dispensa de Redução Z, Leitura X, Mapa Resumo, Lacres, Revalidação, Comunicação de ocorrências, Cessação, etc; Transmissão de forma on-line(NFC-e) ou com pouco tempo de atraso em relação a emissão do documento(SAT/MFE); Combate a sonegação de impostos, promovendo uma concorrência mais leal; Diminui obrigações acessórias para os contribuintes. Em quais estados posso emitir CF-e? Atualmente, quase todos os estados brasileiros permite o uso de alguma das tecnologias citadas acima, abaixo um resumo do que é permitido em cada estado: SAT - Usado apenas no estado de São Paulo (SP); MFE - Usado apenas no estado do Ceará (CE); NFC-e - Permitido nos seguintes estados: Acre (AC) Alagoas (AL) Amapá (AP)  Amazonas (AM) Bahia (BA) Distrito Federal (DF) Espírito Santo (ES) Goiás (GO) Maranhão (MA) Mato Grosso (MT) Mato Grosso do Sul (MS) Pará (PA) Paraíba (PB) Paraná (PR) Pernambuco (PE) Piauí (PI) Rio de Janeiro (RJ) Rio Grande do Norte (RN) Rio Grande do Sul (RS) Rondônia (RO) Roraima (RR)  São Paulo (SP) Sergipe (SE) ECF - Minas Gerais (MG), Santa Catarina (SC), Tocantins (TO) - Atualmente apenas nesses estados ainda não é possível emitir Cupom Fiscal Eletrônico.

edunucleo

edunucleo

×