Jump to content

logo_acbr_paygo.png

Chegou o TEF ACBr PayGo
Seja um revendedor e ofereça uma solução completa para seu cliente.


botao_saibamais.png

beneficios.png

Curso Dominando o ACBrMonitor
Novo Módulo Soluções de Varejo
Assine o SAC ACBr em qualquer plano e tenha acesso

Saiba Mais

Balança SM100 performance surpreendente

Tecnologia Japonesa   Teclado e Visor resistentes a água
Consumo inteligente de etiquetas   Baixo custo de manutenção
Comunicação Ethernet e WIFI independentes

Saiba Mais

Impressora de Etiquetas ELGIN - L42 PRO

Protocolos PPLA, PPLB, ZPL, EPL (automático)
Porta USB padrão Opcionais: Ethernet, Serial, Paralela
Sensor de Etiquetas Móvel Garantia de 18 meses

Saiba mais

Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation on 01/14/2020 in all areas

  1. 3 points
    Bom dia! No manual diz o seguinte quanto ao código do cedente: Você informou no teu arquivo o código: 5705371 (Veja que tem 7 caracteres, com isto teria 7 posições) Se o Manual diz que é seis dá uma conferida se te passaram o código correto. No seu arquivo remessa está apenas as 6 posições, observe que lá está 570537 Observe no Header do seu arquivo as posições 59 a 64 e a nota explicativa G007.
  2. 2 points
    Olá pessoal, Foi publica a NT 2020/001 do MDF-e e ela já se encontra em nossa biblioteca. Resumo: O projeto MDF-e Integrado tem como objetivo a disponibilização, pelas Secretarias de Fazenda, de uma infraestrutura digital de documentos, legislações e processos voltados para a simplificação da emissão de documentos fiscais eletrônicos de transporte e integração, dentro de um ecossistema digital, que permite às Empresas Transportadoras de Cargas (ETC), Transportadores Autônomos de Cargas (TAC), ANTT, Administradores de Meios de Pagamentos e as próprias Secretarias de Fazenda, o aperfeiçoamento dos seus processos e compartilhamento de informações entre todos estes atores, a partir de um único documento e infraestrutura já consolidada e em uso por todos os envolvidos. Diante desse desafio, as Secretarias de Fazenda e o ENCAT, vêm nos últimos meses e em parceria com os diversos atores intervenientes, adotando uma série de ações estruturantes voltadas para superação das dificuldades atuais enfrentadas pelos órgãos de controle e geração de um ambiente operacional mais eficiente e competitivo, a exemplo das ações descritas abaixo: Aprovação de legislação nacional que normatizou o compartilhamento dos MDF-e dos 27 estados com os órgãos reguladores de transportes; Aprovação de legislação nacional que normatizou a obrigatoriedade de emissão do MDF-e em todas as operações de transporte, sejam elas intermunicipais ou interestaduais; Implantação da plataforma digital e registro de eventos eletrônicos que permitem ao transportador confirmar a entrega da mercadoria ao destinatário, possibilitando assim, a redução do prazo para o recebimento do frete por parte do caminhoneiro; Aprovação de legislação criando a Nota Fiscal Fácil (NFF), que permitirá aos contribuintes que operam com vendas de mercadorias e transportadores autônomos emitirem seus respectivos documentos fiscais de forma simplificada e a partir do seu próprio smartphone, conforme legislação publicada no D.O.U. do dia 19/12/2019 (Ajuste SINIEF No. 37 de 13 de dezembro de 2019); Publicação dessa NT, que estrutura o MDF-e de forma a possibilitar, entre outros benefícios: Geração automática do CIOT, pelo Sistema MDF-e, tanto para as modalidades TAC-Independente como TAC-Agregado; Automação do processo de fiscalização do Piso Mínimo do Frete (Tabela do Frete), nos termos da Resolução ANTT nº 5.849 de 16 de julho de 2019. Geração de informações para facilitar a negociação de direitos de recebimentos de fretes, por parte do TAC, junto a instituição financeira onde possui conta corrente, sem a interferência de atravessadores. Com essa NT temos: - Alterações de schema e regras de validação do MDF-e - Alterações no schema do modal rodoviário no grupo infANTT - Criação do evento de Pagamento da operação de transporte Portanto teremos um evento novo, criação do grupo Produto Predominante <prodPred> na parte geral do MDF-e, alteração no grupo informações do contratante, inclusão dos campos <xNome> e do <idEstrangeiro>, no modal rodoviário foi criado o grupo informações do pagamento do frete <infPag>. Novas Regras de Validação: Se modal rodoviário e indicador de pagamento for a prazo (tag:indPag=1): O grupo de informações a prazo deve ser informado (grupo:infPrazo). Implementação Obrigatória. Gera a Rejeição: 724. Se modal rodoviário, o grupo produto predominante deve estar informado (grupo: prodPred). Implementação Obrigatória. Gera a Rejeição: 725. Se modal rodoviário e MDF-e possuir apenas um DF-e transportado no grupo infDoc: O grupo de informações da carga lotação (infLotacao) deve estar informado. Implementação Facultativa. Gera a Rejeição: 726. Se modal rodoviário e informado grupo de pagamento, rejeitar se CNPJ/CPF do responsável pelo pagamento estiver inválido. Implementação Obrigatória. Gera a Rejeição: 727. Se moda rodoviário e informado grupo de pagamento, rejeitar se CNPJ do IPEF estiver inválido. Implementação Obrigatória. Gera a Rejeição: 728. Vai ocorrer alterações no componente? Sim Vai ocorrer alterações nos schemas? Sim Vou ter que adequar a minha aplicação? Sim Prazos: Ambiente de Homologação: 09/03/2020 Ambiente de Produção: 06/04/2020
  3. 2 points
    Boa tarde, é possível simular esse erro com algum Demo? Verifique a propriedade "SegundoPlano" no arquivo ACBrLib.ini, deixe desativada com valor =0 pera testes...
  4. 2 points
    Anexe (não cole o conteúdo) o arquivo de remessa gerado.
  5. 2 points
    Boa tarde! Observe que este site está apenas gerando números que correspondam a um cálculo com tamanho e dígito correto. O validador do ACBr testa algo mais. Observe que as inscrições do PI são iniciadas por 19, logo o número informado embora passe no cálculo não corresponde ao PI, portanto a Insc. é inválida. Portanto como foi falado acima. Teste com um número válido e informe se não passar.
  6. 2 points
    Identifiquei que a pasta onde ele grava o EnvioResposta na rede estava corrompida. Tive que alterar e logo voltou a funcionar. Obrigado a todos.
  7. 2 points
    Não consegui confirmar a validade de nenhuma dessas IE para o Piauí.
  8. 2 points
    Como você está usando o ACBrMonitorPlus, pode anexar também o arquivo ini que usou para gerar esse xml? PS.: A propósito, a rejeição do valor é porque não estão indo os dados de endereço do destinatário mesmo. Mas notei que há outros erros no seu XML, como por exemplo um NCM inválido. Talvez você queira validar depois no site https://www.sefaz.rs.gov.br/NFE/NFE-VAL.aspx
  9. 2 points
    Aparentemente o problema é a falta do nosso número no seu .ini.
  10. 2 points
    Se você não realizar manifestação só vai receber o resumo.A completa só vai receber se manifestar a ciencia. E quanto aos eventos, só vai receber os eventos que foram gerados ou pelo fisco ou pelo emitente. Os eventos que você gerar o sefaz não vai te avisar, pois foi você que gerou, e deve manter registro disso.
  11. 1 point
    Veja rejeição 753: NFC-e com Frete e não é entrega a domicílio (tag:modFrete<>9 e indPres<>4) IndPres 4=NFC-e em operação com entrega a domicílio; Toda via, para ocorrer entrega a domicilio com NFC-e existiam limitações quanto ao ramo de atividade até onde eu lembre.
  12. 1 point
    @Daniel Simoes Mais uma vez obrigado! Por mim podem fechar o post...
  13. 1 point
    O ACBr é código aberto... Use a força... leia os fontes... http://svn.code.sf.net/p/acbr/code/trunk2/Fontes/ACBrTCP/ACBrConsultaCNPJ.pas
  14. 1 point
    Use a Força, leia os fontes... Veja como está na Unit ACBrDFeReport.pas, indicada no inicio do tópico... //QRCodeBitmap.SetSize(QRCode.Rows, QRCode.Columns); QRCodeBitmap.Width := QRCode.Columns; QRCodeBitmap.Height := QRCode.Rows;
  15. 1 point
    Elas parecem ótimas... são as mesmas que recomendamos
  16. 1 point
    Por favor forneça alguns números de I.E. que não são validadas
  17. 1 point
    Algum exemplo? Testei algumas IE do Piauí e não tive erro.
  18. 1 point
    Bom dia.. aconteceu essa mesma situação , fazendo a alteração acima indicada homologou normalmente. Obrigado.
  19. 1 point
    Atualize seus fontes.. já foi corrigido para a nova URL há algumas semanas
  20. 1 point
    Obrigada pela rapidez no desenvolvimento. Informações sobre as modificações em :
  21. 1 point
    Boa tarde Atualizado no SVN, obrigado pelo ajuste!
  22. 1 point
    Bingo!!!! É isso mesmo. Eu adicionei a algum tempo uma função no projeto para fazer emissão do cupom SAT. Numa das linhas do código está assim: Application.OnException := TrataErros ; Porem está tratando somente informações para o SAT e para NFe. Fazendo não mostrar nada da NFe para o usuário. Vou analisar como "contornar" isso dentro do projeto. Meus sinceros agradecimento pela ajuda e dedicação em solucionar meu problema!
  23. 1 point
    Tem várias formas de capturar a exceção gerada pra outra rotina, além do try..except. Suites como o MadExcept e EurekLog fazem isso, o componente do Delphi ApplicationEvents, ou qualquer implementação do evento TApplication.OnException. Veja se tem algo disso no seu projeto. O debug deve ajudar bastante.
  24. 1 point
    Pessoal, desculpei, esqueci de copiar as dependencias, foi so fazer isso e funcionou.
  25. 1 point
    Bom dia; O acressimo tem que ser rateado entro os itens, o valor deve ser colocado [vOutro] do item.
  26. 1 point
    Use o objeto ESCPOS e envie o comando abaixo ESCPOS.ImprimirCmd( "</abre_gaveta>") https://acbr.sourceforge.io/ACBrMonitor/ESCPOSImprimirCmd.html Veja as Tags disponíveis em: https://acbr.sourceforge.io/ACBrMonitor/ESCPOSImprimirTags.html
  27. 1 point
    Pelo log esta claro que não foi Chamado o método UltimoRetorno antes de finalizar a lib por isso que o mesmo vem vazio. E como pode ver também foi setado o UltimoRetorno olha a função SetRetorno.
  28. 1 point
    O problema maior é a descrição da tributação que não consta no xml. Essa tabela de códigos é muito grande, não sei se seria possível fazer o mesmo que é feito com o FxItemListaServico, em que há uma tabela com as descrições no próprio código do componente. Eu resolvi aqui criando a propriedade no objeto TDadosServico. Então, antes de imprimir a nota eu busco o código numa tabela no meu banco de dados e atribuo à propriedade. public constructor Create; destructor Destroy; override; property xCodigoTributacaoMunicipio: ansiString read FxCodigoTributacaoMunicipio write FxCodigoTributacaoMunicipio; //BHIss if FindKey([ facbrNFSE.NotasFiscais.Items[n].NFSe.Servico.CodigoTributacaoMunicipio ]) then facbrNFSE.NotasFiscais.Items[n].NFSe.Servico.xCodigoTributacaoMunicipio := FormatMaskText('0000-0/00-00;0;', PadL(facbrNFSE.NotasFiscais.Items[n].NFSe.Servico.CodigoTributacaoMunicipio, '0', 9)) + ' - ' + FieldByName('DESCRCNAE').AsString; Entendo que o que fiz atende só ao meu uso do componente, não sei se é possível acrescentar no projeto.
  29. 1 point
    Para emitente optante pelo Simples Nacional (CRT = 1) não é usado CST e sim o CSOSN. E o CSOSN 101 não permite destaque de ICMS na nota, pode ser informado apenas o valor de aproveitamento de crédito nas tags pCredSN e vCredICMSSN. Para destaque do ICMS com CRT = 1 apenas usando o CSOSN 900.
  30. 1 point
    Boa tarde Marcelo, O componente não realiza cálculos, portanto se faz necessário informar a Base de Calculo de cada item e a somatória conforme exemplo abaixo: Total.ICMSTot.vBC := vTotalBC;
  31. 1 point
    Boa tarde Wesley, O envio do documento no formato zipado esta previsto sim, mas não sei lhe informar se todas as SEFAZ-Autorizadoras implementaram a recepção desse formato. Portanto o jeito é testar.
  32. 1 point
    @Sergio Sartori Foram enviadas ao SVN ontem e hoje (graças a ajuda do @hleorj e @BigWings) algumas alterações adicionado a propriedade ExibeCampoDePagamento que tem objetivo de controlar a impressão dos pagamentos no DANFE. Talvez queira verificar se te atende.
  33. 1 point
    Porque devo assinar digitalmente meus executáveis ? O Produto final de quase todo desenvolvedor de Software para Windows, é gerar um arquivo compilado e executável, ou seja, um arquivo com a extensão .EXE ou .DLL As versões recentes do Windows, incorporaram recursos de segurança, como o SmartScreen, que podem causar alertas quando Binários não assinados são executados... O mesmo pode ocorre com módulos de Segurança de terceiros, instalados na máquina, como por exemplo: Antivírus e módulos de segurança bancários... Para evitar mensagens assustadoras, como a exibida abaixo, é necessário Assinar digitalmente o seu binário, com um certificado emitido por uma Autoridade Certificadora válida A título de exemplo, todos os binários distribuídos pelo Projeto ACBr, na área de Download do SAC ACBr, são assinados digitalmente com um certificado do Projeto ACBr... Reparem que não somente o Executável final, mas o instalador, também deve ser assinado.. Abaixo, temos a imagem de quando é executamos o Instalador do ACBrMonitorPLUS SAC Bem melhor, não ? Repare que o Fornecedor do binário, fica bem identificado na mensagem... Isso além de trazer mais confiança para o usuário final, ajuda os programas de segurança, a classificar de forma positiva, o seu Executável ou instalador, evitando bloqueios indevidos. Ok, gostei... mas como fazer para assinar meus executáveis ? O primeiro passo é comprar um Certificado do tipo "Code Signing"... Garanto que agora você pensou algo como: - Humm.. será que posso usar o meu certificado A1 ou A3 ? A resposta é NÃO... os certificados que usamos para os Documentos Fiscais eletrônicos brasileiros, não tem as características esperadas pelo Windows, para assinatura e validação de binários... Quanto aos certificados gerados de forma local, ou seja, os Self-Signed Certificates, eles funcionarão para a assinatura... e podem ser ótimos para testes... Mas eles não devem garantir o nível de confiabilidade ao seu binário, pois eles não são gerados por uma Autoridade Certificadora válida Algumas empresas Brasileiras, vendem o certificado do tipo Code Signing.. Veja por exemplo esse link... Porém o preço é praticamente "o valor de um Rim esquerdo"... (ps: veja mais empresas brasileiras, no post a seguir) Você pode comprar o Certificado do Tipo OV, que é bem mais barato... Na página da KSoftware tem um interessante artigo, descrevendo a diferença da versão OV x EV Eu preferi comprar nesse site gringo, porém isso pode exigir que você tenha um bom conhecimento de Inglês, pois o todo o processo de compra será feito em Inglês. Esse certificado, também exige um processo de validação... ou seja, a Empresa que irá emitir o certificado, precisa saber se você é você mesmo... A validação foi feita pela empresa Sectigo... eles enviam e-mails com links para você subir a documentação necessária... Como o certificado será emitido para uma Entidade Pessoa Jurídica, na etapa de envio de documentos de prova de identidade... eu enviei um PDF com o resultado da consulta de meu CNPJ, na Receita... Na etapa final de validação, eles efetuam uma ligação para o telefone de sua empresa, para fornecer um Token, que deve ser usado para gerar o certificado... portanto, o número de telefone na documentação que você enviar, deve ser um número que você possa atender... Achei o Site de Validação da Sectigo, bastante confuso... Eu preferi comprar a opção de 4 anos, para evitar esse penoso processo de compra, e pelos descontos oferecidos... Após todas as validações de identidade, eles lhe enviarão um Link para baixar o certificado em sua máquina... Será criado um arquivo PFX, e o processo de geração do Certificado na sua máquina, é muito semelhante a dos Certificados A1 brasileiros... Ufa.. já tenho o meu certificado em PFX... Como eu assino os binários ? Existem algumas ferramentas disponíveis... na página da KSoftware, você pode ler um tutorial, de como assinar usando o KSign Você poderá assinar binários facilmente, usando a interface gráfica deles: Para automatizar o processo de assinatura, você provavelmente ira preferir usar um utilitário de Linha de Comando... Repare que na mesma pasta onde o KSign foi instalado, existe o utilitário signtool.exe Use esse utilitário com a seguinte sintaxe: signtool.exe sign /du "http://seusite.com.br" /d "Descrição do seu Programa" /f "C:\Path\SeuCertificado.PFX" /p SenhaCertififcado /t "http://timestamp.comodoca.com" SeuBinario.exe sign -> Comando para assinatura /du -> Informa a URL do seu Site /d -> Informa uma descrição resumida do seu Programa /f -> Informa o Path completo para o seu Certificado (arquivo PFX) /p -> Informa a Senha para abertura do seu Certificado /t -> Informa um Servidor de Time Stamp, para que fique gravada a Data / Hora da assinatura Mas como assinar um Binário Windows, de dentro do Linux ?? Todo processo de Build e Deploy dos binários do ACBr, é executado em um Linux OpenSuse. A compilação de todas as plataformas que suportamos ocorre com Cross-Compiling, e automatizamos o processo de Build e Deploy, com o uso de Jenkins e Shell Scripts, Para transmitir o binário para fórum, criamos alguns utilitários que consomem a API do Invision Power Board Para a assinatura dos binários, creio que seria possível usar o próprio signtool.exe, com Wine... mas encontramos um interessante utilitário nativo em Linux, chamado osslsigncode, repare que a sintaxe é muito semelhante a do signtool.exe... osslsigncode sign -pkcs12 /path/SeuCertificado.pfx -pass SuaSenha -n "Descrição do seu Programa" -i http://seusite.com.br -t http://timestamp.comodoca.com -in SeuBinario.exe -out SeuBinario.exe.sign (como passo final, apague o arquivo original, SeuBinario.exe e renomeie SeuBinario.exe.sign para SeuBinario.exe)
  34. 1 point
    A chave de acesso é gerada baseada nos valores informados para os campos que a compõe. - UF do emitente - Mês e ano da emissão - CNPJ do emitente - Modelo - Série - Número - Tipo de emissão (tpEmis) - Código numérico (cNF) - Dígito verificador. Então, exceto para o dígito que é calculado, basta informar o valor de cada um desses campos individualmente que você terá a mesma chave de acesso.
  35. 1 point
    Boa tarde Darlana. Como vai!? Primeiramente, recomendo procurar as administradoras, recomendo a E-frete pois é a unica que integra via webservice GRATUITAMENTE, as demais só no PEF pago. Gera sim um documento, com informações da viagem e de pagamento do motorista, onde a ANTT pode consultar se está tudo sendo seguido conforme a lei. (pagamentos, descontos, inss...)
  36. -1 points
    Prezados, ainda não consegui entender a emissão CIOT. Alguém tem alguma informação do que estão esperando com a Resolução ANTT nº 3.658? Teremos documentos para emitir, assim como é feito com CTe, MDF-e, terá também CIOT? Ou continuará apenas a geração do número anexado ao MDFe/CTe? Apenas entendi que será necessario a contratação das administradoras para pagamento do PEF. Alguem pode me orientar como fazer.
  37. -1 points
    Boa tarde Na alteração da geração do arquivo do Itaú CNAB400 (não testei o 240), está com problemas CRLF (#13#10) em stringlist ocorreu problemas e, devido a isso, a numeração da linha ficou errada. Repetindo números e rejeitando arquivo no banco. Efetuei uma correção no referido arquivo para análise de vocês. Atenciosamente, ACBrBancoItau.pas
×
×
  • Create New...