Jump to content

click.png click.png click.png

click.png

click.png

click.png

click.png

click.png

click.png

click.png

click.png

click.png

click.png

click.png

click.png

SEQUENCIA DE NOTA NFC-E NF-E


  • Este tópico foi criado há 1688 dias atrás.
  • Talvez seja melhor você criar um NOVO TÓPICO do que postar uma resposta aqui.

Recommended Posts

Bom dia a todos

 

  Sei que existe um tópico relacionado ao tema acima mais não deixou muito esclarecido sobre o assunto, a sequencia que minha nfc-e com serie 1 sei que segue uma seguencia e que nao pode pula a sequencia... as pergunta são as seguinte:

 

1. A sequencia da numerção da NF-E (devolução ou compra de mercadoria para comercialização) é a mesma da saida? exe.: serie 1 n 1 nfe(entrada de nota)n 2 serie 1

2.Como eu poderia organizar a serie e a sequencia de nota?

 

Por favor, sei que são pergunta basica, porém de grande ajuda....

 

Obrigado desde já

Link to comment
Share on other sites

Bem Rael, eu também estou com o barco andando, não concluir meu projeto de emissão de NFe em meu sistema, mas pelo que entendi, e que os mais experientes possam corrigir, meu numerador de NFe esta assim:

Criei uma tabela específica para isso: sequenciaNF

Campos:
 Tipo                 Serie      numNF *   modelo       dataInicio      
 nfnormal              1              1          55              xx/xx/xxxxx
 nfnormal              1              1          65              xx/xx/xxxxx
 nfcontSCAN       900           1          55              xx/xx/xxxxx

Existe ainda uma outra Série de números que se não me engano é entre 890 e 899 pra nf avulsa. A 900 a 999 são pra modos de emissão contingência SCAN, não sendo SCAN sua numeração poderá ser usada a mesma do modo normal.

Daí é só ir incrementando automático suas saídas (numNF +1) e usando na nfe que estiver sendo emitida.

Até o momento, como ainda não foi posto em prática o projeto direto em um ambiente comercial, mas pelo que entendi contabilmente, uma "nota de entrada"  já vem com um número definido e não entra nessa de gerar uma numNF baseado na última sequencia dos que estão em seu banco de dados... exceto notas de devolução onde o seu comprador não gerou uma NF de devolução, ai você terá que gerar uma Nota de Entrada, mas ai acredito eu, que usará a sequencia de nfs que estiver em andamento ( as de saídas mesmo ), apenas mudando a tipo: Saída p/Entrada.

( * ) controle o limite máximo do NumNF que será 999.999.999

Sou pouco experiente ainda no assunto ( gerar nfe/nfc),  mas taí uma luz, e caso esteja errado, que boas correções seja bem vindas.


  

 

Edited by Edy
Link to comment
Share on other sites

Rael, no meu entendimento, a NF de entrada para  "comercialização", trata-se apenas de uma importação de XML, portanto ela já virá com número da NFe e assim não se utiliza esse número sequenciado que vc guarda para somente emissão... agora existem casos de NFe de entrada ( quando um cliente devolve a mercadoria sem emitir a NF de devolução ), é que vc receberá a nf do transportador onde vem especificando que o seu cliente se negou a receber a mercadoria, daí vc terá que dá uma Entrada de mercadoria com cfop de devolução e transmití-la à sefaz ai usa-se o numNF+1 para nova nota.

No meu entendimento, por favor me corrijam caso errado, vc só incrementa ( numNF + 1 ) sempre em uma emissão de nota para a SEFAZ...
Entradas de mercadorias, que eu saiba não se transmite nada, exceto a situação que detalhei acima sobre devolução... agora se existe algo que se controle nessas entradas, só se for para uso de SINTEGRA e SPED FISCAL, coisa que no momento ainda não cheguei lá, até porque 99% dos meus clientes aqui da região são Simples Nacional ( e a maioria se enquadra em situações q são dispensadas, a depender do estado e faturamento ) e não irão usar... e Sped Fiscal se não me engano é só pra Lucro Presumido e Real.
Se você não for controlar SINTEGRA e SPED FISCAL já se torna mais fácil, pois sua importação de XML será apenas para dá a entrada no estoque e evita redigitar as notas sem precisar controlar as mudanças de CFOPs dos produtos de entradas para futuras gerações corretas do Sintegra/Sped Fiscal que exige um controle mais rigido na apuraçao dos impostos.

Link to comment
Share on other sites

  • Moderadores
19 horas atrás, Rael F. Cast disse:

Então, mais sua nota de entrada de mercadoria segue a mesma sequencia, ou seja sua compra de mercadoria segue a mesma sequencia tanto da saida de nota que seja ela nfc-e ou nf-e?

 

Se esta compra for de produtor rural (onde ele usou o famoso bloco de produtor), daí sim vc terá de emitir uma NFe de entrada referenciando a nota do produtor (tag refNFP).

Att

Ricardo

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

  • 2 months later...
  • Este tópico foi criado há 1688 dias atrás.
  • Talvez seja melhor você criar um NOVO TÓPICO do que postar uma resposta aqui.

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.