Jump to content

Delphi chamada_delphi.png acbr.png

C6 chamada_c6.png botao.png

e-Social: erro 272 no evento S1200


Jucemar Duarte
Go to solution Solved by Patrick Alves,
  • Este tópico foi criado há 314 dias atrás.
  • Talvez seja melhor você criar um NOVO TÓPICO do que postar uma resposta aqui.

Recommended Posts

Olá, amigos!   Estou há 20 dias duelando com os "especialistas" do suporte do e-social.  Estou obtendo um erro que parece fugir do previsto nos manuais.  Abro este tópico na esperança que algum dos amigos tenha passado por situação similar e possa me ajudar.

Vamos lá, então!   Ao enviar qualquer evento de remuneração S1200, é retornado o erro 272: "A inscrição informada deve ser o CPF do empregador, caso de empregador doméstico, ou ser um estabelecimento do empregador devidamente cadastrado no sistema no período". Localizacao: eSocial/evtRemun/dmDev/infoPerApur/ideEstabLot.

Pois bem, meu cliente é um Órgão Gestor de Mão de Obra (OGMO), associado ao setor de trabalho avulso portuário.  Os trabalhadores avulsos portuários não possuem vínculo com o OGMO, por isso, são informados por meio do evento S2300.   Nos eventos de remuneração, eles são lotados ao tomador do serviço, neste caso, um Operador Portuário.  Desta forma, no demonstrativo de remuneração do evento S1200,  é informado o CNPJ do Tomador/Operador Portuário.  Todos os Operadores Portuários foram devidamente declarados nos eventos S1080 (Operador Portuário) e S1020 (Lotações) e estão ativos no período.  Portanto, aparentemente, não há motivo para o erro apresentado.  Antes que alguém pergunte, o e-social não permite que os Operadores Portuários sejam lançados como Estabelecimentos no evento S1005 - cheguei a testar essa possibilidade.

Se alguém tiver qualquer explicação, por mais boba que seja, será bem-vinda.  Já esgotei toda a minha imaginação!  Quanto à equipe de suporte do e-social... lamentável!

 

Link to comment
Share on other sites

19 horas atrás, Jucemar Duarte disse:

Desta forma, no demonstrativo de remuneração do evento S1200,  é informado o CNPJ do Tomador/Operador Portuário.

Será que não deveria ser o CNPJ de um estabelecimento do OGMO cadastrado no S-1005 e aí no cadastro da lotação (S-1020) vir o CNPJ do Tomador dependendo do tipo.

Link to comment
Share on other sites

5 horas atrás, Paulo Aguiar Junior disse:

@Jucemar Duarte

image.png.16dfa820dc33a36c2db61921b3cbf1a7.png

no S-1020 esta preenchido corretamente a lotação e o FPAS? 

Você conferiu a categoria do trabalhador no S-2300 ?

Olá, Paulo Aguiar!   Já chequei isso.  Todos os operadores foram devidamente declarados no evento S1020, com tipo 08 e FPAS 680; assim como também, os trabalhadores informados no S2300, na categoria 201.

Link to comment
Share on other sites

6 horas atrás, Patrick Alves disse:

Será que não deveria ser o CNPJ de um estabelecimento do OGMO cadastrado no S-1005 e aí no cadastro da lotação (S-1020) vir o CNPJ do Tomador dependendo do tipo.

Olá Patrick!   A tua sugestão é interessante.  No grupo <ideEstabLot> temos os campos 'nrInsc' e 'codLotacao'... Pelo que entendi, na sua visão, em 'nrInsc' deveria ser o CNPJ do próprio estabelecimento do OGMO e o rateio por Operador seria feito em  'codLotacao'?   Na minha análise, o rateio com a discriminação das verbas pagas por cada operador seria definida pelo CNPJ presente em nrInsc.  Imaginei que, ao fornecer o CNPJ do OGMO iria misturar a folha dos trabalhadores avulsos com a folha dos funcionários do próprio OGMO.   É algo que pode ser testado.  Obrigado.

Link to comment
Share on other sites

58 minutos atrás, Paulo Aguiar Junior disse:

@Jucemar Duarte

Jucemar, não sei se seria o caso, mas como você relatou que já "tentou de tudo", da uma analisada no seguinte nó do S-2300:

No MOS não tem muita informação a respeito desse nó, mas em tese é informação de um trabalhador cedido a outro empregador...

image.png.9c69536eaf298647134c60ed69b2dbf5.png

image.png

Caro Paulo, o trabalho avulso portuário não se enquadra nessa modalidade de trabalho por sessão.  De qualquer forma, agradeço por mais essa importante sugestão.

Link to comment
Share on other sites

3 minutos atrás, Paulo Aguiar Junior disse:

@Jucemar Duarte

Vou tentar fazer uma simulação aqui depois, os eventos de cadastros e os periódicos estão sendo enviados na mesma versão né?

Sim.  Todos foram enviados no último release da versão 2.5.   Todavia, sua ideia não vai funcionar. Em um mês, um trabalhador avulso presta serviço para vários Operadores Portuários diferentes, o que, por si só, já inviabiliza a tentativa de declará-los como cedidos. 

Link to comment
Share on other sites

Sim, não tem jeito mesmo...

O correto é enviar no S-1200 as rubricas para cada CNPJ em que o trabalhador prestou serviço, a questão é como fazer o eSocial aceitar sem que exista um S-1005, se é que isso é possível...

Pode ser que de fato tenha um erro no ambiente...

Edited by Paulo Aguiar Junior
Link to comment
Share on other sites

  • Solution
1 hora atrás, Jucemar Duarte disse:

nrInsc' deveria ser o CNPJ do próprio estabelecimento do OGMO e o rateio por Operador seria feito em  'codLotacao'?

Acho que seria isso mesmo, se vc pegar no leiaute  a chave do grupo "ideEstabLot" é : "tpInsc, nrInsc, codLotacao" e deve ocorrer de 1 a 500 vezes para o trabalhador.

1 hora atrás, Jucemar Duarte disse:

Imaginei que, ao fornecer o CNPJ do OGMO iria misturar a folha dos trabalhadores avulsos com a folha dos funcionários do próprio OGMO

Pelo que entendi o "contrato" do trabalhador é com o OGMO então acredito que devem estar juntos mesmo, mas serão apurados de acordo com suas categorias e lotações.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

2 minutos atrás, Patrick Alves disse:

Acho que seria isso mesmo, se vc pegar no leiaute  a chave do grupo "ideEstabLot" é : "tpInsc, nrInsc, codLotacao" e deve ocorrer de 1 a 500 vezes para o trabalhador.

Pelo que entendi o "contrato" do trabalhador é com o OGMO então acredito que devem estar juntos mesmo, mas serão apurados de acordo com suas categorias e lotações.

Sim, sim, Patrick.  Faz todo sentido.  Vou testar esta noite.  Depois te falo.

50 minutos atrás, Paulo Aguiar Junior disse:

Sim, não tem jeito mesmo...

O correto é enviar no S-1200 as rubricas para cada CNPJ em que o trabalhador prestou serviço, a questão é como fazer o eSocial aceitar sem que exista um S-1005, se é que isso é possível...

Pode ser que de fato tenha um erro no ambiente...

Caro Paulo, dê uma olhada na sugestão do amigo Patrick, mais acima.  Acho que ele matou a charada.

Link to comment
Share on other sites

23 horas atrás, Patrick Alves disse:

Acho que seria isso mesmo, se vc pegar no leiaute  a chave do grupo "ideEstabLot" é : "tpInsc, nrInsc, codLotacao" e deve ocorrer de 1 a 500 vezes para o trabalhador.

Pelo que entendi o "contrato" do trabalhador é com o OGMO então acredito que devem estar juntos mesmo, mas serão apurados de acordo com suas categorias e lotações.

Patrick, você estava certo.  A distribuição da remuneração por Operador é feita pelo campo codLotacao; o CNPJ deve ser o do próprio OGMO, declarado no S-1005.  Muitíssimo obrigado por ter disponibilizado alguns minutos do seu tempo para me ajudar.  Fico te devendo!

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

  • Consultores

Obrigado por reportar.

Fechando. Para novas dúvidas, criar um novo tópico.

Consultor SAC ACBr Juliomar Marchetti
Ajude o Projeto ACBr crescer - Assine o SAC

Projeto ACBr

skype: juliomar
telegram: juliomar
e-mail: [email protected]
http://www.juliomarmarchetti.com.br
MVP_NewLogo_100x100_Black-02.png
Projeto ACBr - A maior comunidade Open Source de Automação Comercial do Brasil

 

Link to comment
Share on other sites

  • Este tópico foi criado há 314 dias atrás.
  • Talvez seja melhor você criar um NOVO TÓPICO do que postar uma resposta aqui.
Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.