Jump to content

Assista click.png tectoy.png

C6 chamada_c6.png botao.png

ACBRNFe em Múltiplos PDVs


  • Este tópico foi criado há 2493 dias atrás.
  • Talvez seja melhor você criar um NOVO TÓPICO do que postar uma resposta aqui.

Recommended Posts

  • Membros Pro

Olá a todos,

Ingressando nesse mundo do NFC-e, surgiu uma dúvida que os colegas com mais experiência devem saber sanar.

Sabemos que, ao menos no Rio, recebemos 2 tokens para emissão da NFC-e, creio que serve para usar em até 2 PDVs ao mesmo tempo, mas me corrijam se eu estiver errado nesse ponto. Aí seria relativamente fácil, configuro no componente ACBRNFe ambos os tokens e programo os mesmos para serem usados alternadamente. Se eu estiver certo, como fica a numeração para não haver duplicidade de nota? O primeiro PDV usaria série 1 e o outro série 2?

E outra... Se eu quiser usar mais de 2 PDVs fiscais simultaneamente, como faço para programar o ACBRNFe se só recebo 2 tokens?

Desde já agradeço a atenção de todos

Abraços

Link to comment
Share on other sites

  • Consultores

Bom dia,

Que eu saiba você recebe o CSC (antigo Token) que é um numero hexadecimal e o idCSC (antigo idToken) que é um numero inteiro, por exemplo: 00001.

São eles que você deve informar ao componente.

Eles podem ser utilizados em todos os PDVs não importa a quantidade que você tenha.

Para não ocorrer duplicidade você pode atribuir uma série diferente para cada PDV.

Outra coisa, será que os 2 Tokens que você se refere, um não é o de homologação e o outro de produção?

Consultor SAC ACBr Italo Giurizzato Junior
Ajude o Projeto ACBr crescer - Assine o SAC

Projeto ACBr

Analista de Sistemas / e-mail: [email protected] / Fone: (16) 9-9701-5030 / Araraquara-SP

Link to comment
Share on other sites

  • Membros Pro

Grato pelo esclarecimento sobre a questão de trocar o número de série em cada PDV, era o que eu imaginava.

Enquanto a questão dos 2 CSC e idCSC, essa é uma dúvida que ainda me aflinge desde o início. Os clientes aqui no Rio, estão recebendo 2 CSC e idCSC.

Ao analisar a sua indagação sobre um ser para Homologação e outro para Produção, entrei na SEFAZ do Rio e observei que o meu cliente tem na verdade 4 idCSC e CSC, 2 para Testes e 2 para Produção, segue em anexo.

Eu já tentei efetuar pesquisar na internet e não achei nada a respeito, nem no site da SEFAZ-RJ. Os contadores que perguntei disse que posso usar qualquer um, mas não senti muita firmeza, até porque sabemos que tal endereço influencia no link do QRCODE. Então aproveitando esse tópico, tem alguém que saiba a função desses vários idCSC e CSC? Visto que pelo que o Italo falou, apenas se usa 1.

Outro detalhe, agora observei que meu cliente está usando o CSC de Testes setado para ambiente de Produção, mas as notas foram emitidas e estão presentes na SEFAZ do Rio certinho. Como fica? Essas notas são válidas? Se não, como proceder?

Desde já agradeço a atenção

csc.JPG

Link to comment
Share on other sites

  • Consultores

As notas são validas, mas o QR-Code que esta impresso no DANFE não.

Pois o QR-Code vai apontar para o ambiente de teste (homologação) e lá não existe a nota.

Segundo o Manual de Especificações Técnicas do DANFE NFC-e QR-Code versão 3.2 na página 17 temos:

3.4 Fornecimento do CSC
O processo de fornecimento de CSC é feito por meio de página web específica da Secretaria de Fazenda do Estado de cada Contribuinte Emissor; Por meio desta página o contribuinte deve poder solicitar novo CSC, consultar CSC válidos e revogar CSC.

A critério da UF poderá o CSC ser fornecido também por Web Service, segundo especificações técnicas padronizadas nacionalmente.

O contribuinte pode solicitar até 2 CSC para toda a empresa no Estado. Todavia, se a empresa necessitar de um terceiro CSC deverá indicar, previamente, qual dos dois outros CSC válidos deseja revogar, uma vez que a empresa no Estado somente poderá ter, simultaneamente, apenas 2 CSC válidos.

O CSC corresponderá a um conjunto de, no máximo, 36 caracteres alfanuméricos, sendo que cada CSC possui associado um código sequencial de identificação (cIdToken) de 6 dígitos para facilitar a identificação do respectivo CSC e validação do QR Code pelo Fisco quando da realização da consulta pelo consumidor.

O código de identificação do CSC será um sequencial numérico crescente por empresa (CNPJ base 8 dígitos) no Estado.

No banco de dados do Fisco do Estado ficarão armazenados os seguintes dados: CNPJ base da empresa, código de identificação do CSC (cIdToken), CSC, data de ativação do CSC e eventual data de revogação do CSC.

Para a emissão de NFC-e em ambiente de homologação a empresa deverá utilizar CSC que solicitou pela página web de sua Secretaria da Fazenda. A critério da Unidade Federada poderá ser disponibilizada página web específica para fornecimento de CSC para uso em ambiente de homologação.

Portanto:

Se a empresa pode ter no máximo dois CSC ativos para toda a empresa no Estado, isso significa que o mesmo CSC pode ser utilizado em vários PDV da matriz e das filiais que encontram-se no mesmo Estado.

No meu entendimento a empresa será obrigada a solicitar no mínimo um CSC em cada Estado que ela venha possuir filial.

 

Consultor SAC ACBr Italo Giurizzato Junior
Ajude o Projeto ACBr crescer - Assine o SAC

Projeto ACBr

Analista de Sistemas / e-mail: [email protected] / Fone: (16) 9-9701-5030 / Araraquara-SP

Link to comment
Share on other sites

  • Membros Pro

Até aí tudo bem.

Mas a questão é, nesse cliente especifico, vou corrigir o CSC que está de Teste e colocar Produção, o que faço com as notas geradas em produção com o CSC errado (de Teste)?Não mexo?

E para que serviria esse segundo CSC? Já que só preciso de um.

Link to comment
Share on other sites

  • Membros Pro

Meu amigo, outro detalhe...

Ao tentar usar o QrCode das notas que foram emitidas com CSC Teste no ambiente de Produção, ao contrário do que mencionou no início, leram corretamente. Achei que o QRCode iria tentar abrir a nota Produção no ambiente de Teste e desse erro.

Link to comment
Share on other sites

  • Consultores

Boa tarde,

Isso é estranho, pois a partir do momento que existe um CSC para homologação (teste) e outro para produção, era para gerar um erro, a não ser que a SEFAZ ainda não esta fazendo essa checagem.

Bom, a partir de novembro as coisas mudam de figura, pois a URL do QR-Code deverá ser informada no XML em uma TAG especifica.

Favor baixar a NT 2015/002 que já encontra-se disponível no Portal Nacional da NF-e.

Consultor SAC ACBr Italo Giurizzato Junior
Ajude o Projeto ACBr crescer - Assine o SAC

Projeto ACBr

Analista de Sistemas / e-mail: [email protected] / Fone: (16) 9-9701-5030 / Araraquara-SP

Link to comment
Share on other sites

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.