Jump to content
Notícias do ACBr

click.png

click.png

click.png

click.png

click.png

click.png

logo_acbr_paygo.png

TEF ACBr PayGo
Seja um revendedor e ofereça uma solução completa para seu cliente.


Saiba mais

beneficios.png

click.png

click.png

click.png

base de calculo difere do somatorio dos itens


  • Este tópico foi criado há 1627 dias atrás.
  • Talvez seja melhor você criar um NOVO TÓPICO do que postar uma resposta aqui

Recommended Posts

Simples Nacional - CSOSN 102 destacando a BC ICMS e Valor ICMS no total? Estranho, pelo que vejo não é uma operação tratada dessa forma, mas além disso, o real problema, nas tags:

- <ICMS>
- <ICMSSN102>
  <orig>0</orig> 
  <CSOSN>102</CSOSN>  ------> Veja que não há valor declarado
  </ICMSSN102>
  </ICMS>


Mas mesmo assim nos totalizadores foi informado, causando a rejeição.
- <total>
- <ICMSTot>
  <vBC>1750.00</vBC> < ---------- aqui
  <vICMS>32.55</vICMS> < ------- e aqui
  <vICMSDeson>0.00</vICMSDeson> 
  <vFCPUFDest>0.00</vFCPUFDest> 
  <vBCST>0.00</vBCST> 
  <vST>0.00</vST> 
  <vProd>1750.00</vProd> 
  <vFrete>0.00</vFrete> 
  <vSeg>0.00</vSeg> 
  <vDesc>0.00</vDesc> 
  <vII>0.00</vII> 
  <vIPI>0.00</vIPI> 
  <vPIS>0.00</vPIS> 
  <vCOFINS>0.00</vCOFINS> 
  <vOutro>0.00</vOutro> 
  <vNF>1750.00</vNF> 
  </ICMSTot>
  </total>

 

Link to comment
Share on other sites

simples nacional

cara eu to com o mesmo problema, não ocorre constantemente só de vez em quando.

tipo codigo do produto 1

faça o lançamento ao transmitir da esta mensagem base de calculo difere do somatório dos itens

ai excluo a nota e lança novamente e já não da mais rejeição.

.outras vezes mesmo excluindo a nota continua dando a mensagem.

outras vezes passa dias sem acontecer mais quando começa e um porre.

 

 

Link to comment
Share on other sites

9 horas atrás, Arnaldo Cruz disse:

cara eu to com o mesmo problema, não ocorre constantemente só de vez em quando.

 

Pode ser que o problema esteja em alguma rotina de rateio do seu sistema, por exemplo, se a nota possui desconto na nota, obrigatoriamente você deve ratear esse valor proporcionalmente entre os itens para validar o xml, talvez nessa hora por questões de arredondamento, jogando um centavo a mais em um produto ou outro, logo, ao tentar enviar ele irá rejeitar a nota, ou também o caso contrário inclui desconto no item, e ao totalizar no total da venda esse desconto, centavos de divergência causados por esse problema de arredondamento, pra resolver uma questão dessas muita gente faz o seguinte: vê a diferença q totalizou em comparação com o total que deveria ser, e joga no último item como acréscimo ou desconto, dependendo da situação.

 

Mas o que realmente acho que pode ser o causador principal do problema após ter visto o xml que você enviou, é que esteja se perdendo na hora de calcular impostos, pois, até onde eu saiba, Simples Nacional nem pode destacar ICMS, salvos os casos em que está fazendo uma devolução que possua tal destaque, poderia apenas estar incluindo o aproveitamento de crédito, mas de qualquer forma, nem com o CSOSN 102 seria, somente com 101 ou 201, e além disso, como pode ver no código do ACBr, nem gera as tags de ICMS com o 102:

 //Grupo do Simples Nacional
            sTagTemp  := CSOSNTOStrTagPos(nfe.Det[i].Imposto.ICMS.CSOSN);
            Gerador.wGrupo('ICMSSN' + sTagTemp, 'N' + CSOSNToStrID(nfe.Det[i].Imposto.ICMS.CSOSN));
            Gerador.wCampo(tcStr, 'N11' , 'orig ', 01, 01, 1, OrigTOStr(nfe.Det[i].Imposto.ICMS.orig), DSC_ORIG);
            Gerador.wCampo(tcStr, 'N12a', 'CSOSN', 03, 03, 1, CSOSNIcmsToStr(nfe.Det[i].Imposto.ICMS.CSOSN), DSC_CSOSN);
            case  nfe.Det[i].Imposto.ICMS.CSOSN of
               .
               .
               csosn102,
               csosn103,
               csosn300,
               csosn400:
                  begin
                     //Tags ORIG e CSON já criadas antes do case                       <-------- aqui 
                  end;
               .
               .
               csosn900:		//		< ------------ aqui o caso que falei da devolução, pode ver que gera normalmente
                 begin //10h
                   if (nfe.Det[i].Imposto.ICMS.vBC > 0) or (nfe.Det[i].Imposto.ICMS.vICMS > 0) then
                   begin
                     Gerador.wCampo(tcStr, 'N13', 'modBC   ', 01, 01, 1, modBCToStr(nfe.Det[i].Imposto.ICMS.modBC), DSC_MODBC);
                     Gerador.wCampo(tcDe2, 'N15', 'vBC     ', 01, 15, 1, nfe.Det[i].Imposto.ICMS.vBC, DSC_VBC);
                     Gerador.wCampo(IIf(Usar_tcDe4,tcDe4,tcDe2), 'N14', 'pRedBC  ', 01, IIf(Usar_tcDe4,07,05), 0, nfe.Det[i].Imposto.ICMS.pRedBC, DSC_PREDBC);
                     Gerador.wCampo(IIf(Usar_tcDe4,tcDe4,tcDe2), 'N16', 'pICMS   ', 01, IIf(Usar_tcDe4,07,05), 1, nfe.Det[i].Imposto.ICMS.pICMS, DSC_PICMS);
                     Gerador.wCampo(tcDe2, 'N17', 'vICMS   ', 01, 15, 1, nfe.Det[i].Imposto.ICMS.vICMS, DSC_VICMS);
                   end;
                   if (nfe.Det[i].Imposto.ICMS.vBCST > 0) or (nfe.Det[i].Imposto.ICMS.vICMSST > 0) then
                   begin
                     Gerador.wCampo(tcStr, 'N18', 'modBCST ', 01, 01, 1, modBCSTToStr(nfe.Det[i].Imposto.ICMS.modBCST), DSC_MODBCST);
                     Gerador.wCampo(IIf(Usar_tcDe4,tcDe4,tcDe2), 'N19', 'pMVAST  ', 01, IIf(Usar_tcDe4,07,05), 0, nfe.Det[i].Imposto.ICMS.pMVAST, DSC_PMVAST);
                     Gerador.wCampo(IIf(Usar_tcDe4,tcDe4,tcDe2), 'N20', 'pRedBCST', 01, IIf(Usar_tcDe4,07,05), 0, nfe.Det[i].Imposto.ICMS.pRedBCST, DSC_PREDBCST);
                     Gerador.wCampo(tcDe2, 'N21', 'vBCST   ', 01, 15, 1, nfe.Det[i].Imposto.ICMS.vBCST, DSC_VBCST);
                     Gerador.wCampo(IIf(Usar_tcDe4,tcDe4,tcDe2), 'N22', 'pICMSST ', 01, IIf(Usar_tcDe4,07,05), 1, nfe.Det[i].Imposto.ICMS.pICMSST, DSC_PICMSST);
                     Gerador.wCampo(tcDe2, 'N23', 'vICMSST ', 01, 15, 1, nfe.Det[i].Imposto.ICMS.vICMSST, DSC_VICMSST);
                   end;
                   if nfe.Det[i].Imposto.ICMS.pCredSN > 0 then
                   begin
                     Gerador.wCampo(IIf(Usar_tcDe4,tcDe4,tcDe2), 'N29', 'pCredSN    ', 01, IIf(Usar_tcDe4,07,05), 1, nfe.Det[i].Imposto.ICMS.pCredSN, DSC_PCREDSN);
                     Gerador.wCampo(tcDe2, 'N30', 'vCredICMSSN', 01, 15, 1, nfe.Det[i].Imposto.ICMS.vCredICMSSN, DSC_VCREDICMSSN);
                   end;
                 end;
            end;

            Gerador.wGrupo('/ICMSSN' + sTagTemp );

Na minha opinião é só você mudar a totalização de ICMS apenas pras operações com CSOSN 900 que os problemas estarão resolvidos.

Abraço.

Link to comment
Share on other sites

@Arnaldo Cruz o @Sebastiao observou bem quanto à questão de rateio, mas outra questão a se verificar são as casas decimais dos campos.

Ex.: produto 4, quantidade 1,765 KG e preço 2,90

1,765 * 2,90 =5,1185

no XML :

qcom = 1,765

vuncom = 2,90

vprod = 5,12 (ou 5,11) depende da função usada, arredondamento ou truncamento, 1 centavo é tolerado na validação

Note que no xml vprod tem precisão de somente 2 casas, assim como os campos dos totais, portanto cuidado em como está a precisão do se banco de dados.

É de suma importância que o tratamento de arredondamento ou truncamento seja utilizado em todos os preenchimentos das tags e aplicação de descontos ou acréscimos, pois nesse mesmo exemplo se eu tivesse dois itens, nesta mesma situação, e arredondando no item e truncando no total a diferença fica em 2 centavos e bloqueia a nota.

 

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Boa tarde.

Ontem um cliente de uma empresa optante do simples nacional, entrou em contato comigo, alegando que, segundo o seu contador, deveria constar no XML o cálculo do imposto e a respectiva alíquota.

Lhe respondi informando que, de acordo com o enquadramento tributário da empresa, tal requisição não seria possível. Então enviei o email conforme transcrição:

Boa tarde. Segue a análise sobre o e-mail recebido.

Sobre os arquivos XML, em princípio, eles estão dentro da normalidade técnica e jurídica.
Do ponto de vista técnico, no que diz respeito a alíquotas do ICMS, há alguns aspectos que devem ser observados.

Primeiro, no arquivo XML os dados são dispostos em “tags”, isso quer dizer que existe um controle das informações nelas contidas. Nesse sentido, é oportuno entender como é o funcionamento desse mecanismo.

O arquivo que analisa as regras de uma nfe, atualmente é denominado “leiauteNFe_v3.10.xsd”, ou seja, é um parâmetro que deverá ser seguido de forma inequívoca.

Com base no arquivo “leiauteNFe_v3.10.xsd”, mais precisamente a partir da linha 1.781, são estabelecidas as regras para geração dos dados relativos ao ICMS, conforme demonstrado abaixo apenas três delas:

a) "ICMS00" Essa “tag” faz a validade quando a CST é 000, ou seja, tributado integralmente, trazendo dentro do seu escopo as seguintes “sub tags”:
"vBC" Valor da base de cálculo;
"pICMS" Alíquota do ICMS;
"vICMS" Valor do ICMS;

B) "ICMSSN101" - Tributação do ICMS pelo SIMPLES NACIONAL e CSOSN=101, com as seguintes “sub tags”:
"CSOSN" = 101;
"pCredSN" Alíquota aplicável de cálculo do crédito (Simples Nacional);
"vCredICMSSN" Valor crédito do ICMS que pode ser aproveitado nos termos do art. 23 da LC 123 (Simples Nacional);

c) "ICMSSN900" Tributação do ICMS pelo SIMPLES NACIONAL, CRT=1 – Simples Nacional e CSOSN=900 – Outras, com as seguintes “sub tags”:
"vBC" Valor da BC do ICMS;
"pRedBC" Percentual de redução da BC;
"pICMS" Alíquota do ICMS;
"vICMS" Valor do ICMS;

Desse modo, não há o que se falar em destaque do ICMS para empresas optantes do regime simplificado de arrecadação – Simples Nacional, exceto no caso do ICMSSN900 que permite o destaque do referido imposto.

Isso ocorre porque as regras estabelecidas no arquivo “leiauteNFe_v3.10.xsd” não estão previstas as regras de destaque do ICMS para as empresas optantes do simples nacional.

Assim sendo, não há a possibilidade de haver base de cálculo, alíquota, valor do ICMS para CSOSN 101 e 102, exceto a alíquota e o valor do crédito do ICMS.

Sobre o aspecto da legalidade, pode-se observar que, uma vez assinado digitalmente e autorizado o arquivo da NF-e, este não poderá sofrer nenhuma alteração, devendo manter a sua total integralidade.

Por fim, os sistemas de contabilidade já estão preparados para esse padrão, é o caso da Mastermaq, da Domínio entre outras. A título de exemplo, a domínio sistemas, em seu manual denominado “Guia de Treinamento Domínio” p.109 a 112, disponível em < http://download.dominiosistemas.com.br/manuais/Importa%E7%E3o%20Padr%E3o.pdf> acesso em 06.02.2017, estabelece quais critérios serão utilizados na importação.

Pelo exposto, espero que tenha ficado esclarecido as possíveis dúvidas.


Atenciosamente,
Agnaldo Prates

Possivelmente seja esse o problema que vocês estão enfrentando.

 

_____________

Prates, Agnaldo

Link to comment
Share on other sites

  • Este tópico foi criado há 1627 dias atrás.
  • Talvez seja melhor você criar um NOVO TÓPICO do que postar uma resposta aqui

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.